PSDB lamenta perda de Euclides Scalco, porta-voz da democracia e fundador do partido

Publicado em:

O Brasil perdeu nesta terça-feira (16/03) o ex-ministro Euclides Scalco. Com a saúde já fragilizada, seu quadro foi agravado pela covid. Scalco foi presidente de Itaipu e deputado federal. Abraçou a democracia como bandeira e ajudou a fundar o PSDB.

Gaúcho de Nova Prata, Euclides Scalco era formado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Transferiu-se para o Paraná aos 27 anos. Iniciou sua vida pública em Francisco Beltrão, de onde foi vereador e prefeito.

No regime militar, participou da fundação do Movimento Democrático Brasileiro. Foi deputado federal pelo Paraná por três mandatos e foi membro da Assembleia Nacional Constituinte que promulgou a Constituição de 1988.

Após a Constituinte e com o regime democrático já restaurado, Scalco foi um dos principais articuladores da criação do PSDB. Participou ativamente campanha presidencial de 1994 e da equipe de transição do primeiro governo FHC.

Em 1995 assumiu a diretoria-geral brasileira da Itaipu Binacional. Em 1998, coordenou a campanha de reeleição de Fernando Henrique e, no novo governo, assumiu o cargo de ministro-chefe da Casa Civil.

Scalco era umas das personalidades mais importantes da política paranaense. Sua última aparição pública foi em dezembro de 2019, quando recebeu o título de cidadão honorário do Paraná. A homenagem havia sido proposta em 1991 pelo então deputado Rafael Greca, hoje prefeito de Curitiba, mas não havia sido entregue. A pedido do deputado estadual tucano, Michele Caputo, a honraria foi finalmente concedida, 28 anos depois.

Euclides Scalco tinha 88 anos. Deixa a esposa Terezinha Scalco e quatro filhos.

Os comentários estão desativados.

Cadastre-se e receba as novidades do ITV

Instituto Teotônio Vilela: SGAS 607 Bloco B Módulo 47 - Ed. Metrópolis - Sl 225 - Brasília - DF - CEP: 70200-670