O Brasil pós-pandemia: uma visão de futuro

Publicado em:

Marcus Pestana *

O¬†PSDB Nacional¬†e o¬†Instituto Teot√īnio Vilela, por decis√£o de seus presidentes¬†Bruno Ara√ļjo¬†e¬†Pedro Cunha Lima, desencadearam o projeto ‚ÄúO Brasil p√≥s-pandemia: uma vis√£o de futuro‚ÄĚ. O objetivo √© ap√≥s o arrefecimento da pandemia e das elei√ß√Ķes municipais produzir um forte pronunciamento partid√°rio, contundente e incisivo, longe de ambiguidades e tibiezas, sobre os desafios do pa√≠s nas mais diferentes √°reas no contexto que emergir√° ap√≥s o enfrentamento da COVID-19. Ser√° o estabelecimento de um rumo claro que ir√° nortear o di√°logo com outras for√ßas democr√°ticas e progressistas e com a sociedade, pavimentando o caminho da a√ß√£o partid√°ria em 2021 e da prepara√ß√£o de alternativas em 2022.

Na √ļltima quinta-feira, 3 de setembro, tivemos uma densa e profunda conversa com o ex-presidente Fernando Henrique, a meu ju√≠zo, o melhor int√©rprete do Brasil contempor√Ęneo. O di√°logo envolver√° nas ‚Äúsalas de conversa‚ÄĚ formuladores, t√©cnicos e intelectuais n√£o obrigatoriamente ligados ao partido como Arm√≠nio Fraga, Edmar Bacha, P√©rsio Arida, Jos√© Roberto Afonso e Maur√≠cio Moura.

Foram constru√≠das dezenove √°reas tem√°ticas coordenadas por especialistas qualificad√≠ssimos envolvendo ex-ministros de Estado, ex-governadores, ex-parlamentares, ex-secret√°rios estaduais e intelectuais dos diversos segmentos das pol√≠ticas p√ļblicas. Em todas as √°reas ser√° lan√ßado um olhar sobre o futuro.

Surgir√£o dois produtos: um documento partid√°rio forte e cristalino como refer√™ncia para o di√°logo com a sociedade, com as bases partid√°rias e com o polo democr√°tico e progressista e um e-book, editado pela Funda√ß√£o Teot√īnio Vilela, ‚ÄúO Brasil p√≥s-pandemia: uma vis√£o de futuro‚ÄĚ, com apresenta√ß√£o de Fernando Henrique Cardoso e artigos autorais dos coordenadores setoriais, sintetizado o esfor√ßo coletivo de reflex√£o e debate.

Al√©m disso, responder √†s quest√Ķes universais e estruturais como a reinven√ß√£o da democracia, a conviv√™ncia com as novas tecnologias e seu consequente desemprego estrutural, a transforma√ß√£o das plataformas digitais e das redes sociais em poderosas ferramentas para o fortalecimento da participa√ß√£o democr√°tica da cidadania brasileira, da tele-sa√ļde, da tele-educa√ß√£o, longe das fakenews e da promo√ß√£o do √≥dio, da viol√™ncia e da discrimina√ß√£o. A sociedade cobra de todos os atores pol√≠ticos e sociais, que t√™m responsabilidade p√ļblica, rumo, clareza, coer√™ncia, consist√™ncia e a√ß√Ķes concretas para tirar o pa√≠s da crise. E o PSDB, independente de estar no poder ou n√£o, sempre teve postura construtiva como recentemente na reforma da previd√™ncia, no novo marco legal do saneamento, na cria√ß√£o do aux√≠lio emergencial, entre outros temas relevantes.Os desafios futuros a serem enfrentados pelo pa√≠s ser√£o enormes.

Como equacionar o estrangulamento fiscal e ao mesmo tempo enfrentar as inaceit√°veis desigualdades sociais; como fortalecer o SUS e suas parcerias com a sa√ļde suplementar; como potencializar os efeitos do novo FUNDEB e da reforma do ensino m√©dio e impulsionar a qualifica√ß√£o da educa√ß√£o no Brasil; como atacar os desafios da seguran√ßa p√ļblica e viabilizar a vit√≥ria sobre o crime organizado; como equacionar com a√ß√Ķes concretas a p√©ssima imagem internacional nas rela√ß√Ķes exteriores e na prote√ß√£o ao meio ambiente; como transitar da proposta vitoriosa do deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB/MG) estabelecendo o aux√≠lio emergencial para um programa de renda m√≠nima permanente; como viabilizar o retorno dos investimentos e a retomada do crescimento da economia, da renda e dos empregos; como dialogar com as For√ßas Armadas sobre a pol√≠tica de defesa nacional? S√£o muitas perguntas a cobrar respostas consistentes e a√ß√Ķes eficazes das pol√≠ticas p√ļblicas.

De imediato temos que encarar as reformas tribut√°rias, administrativa e da m√°quina estatal. Nenhum l√≠der ou partido isoladamente poder√° enfrentar sozinho crise de tamanha dimens√£o. O projeto ‚ÄúO Brasil p√≥s-pandemia‚ÄĚ pretende dar a sua contribui√ß√£o.

Marcus Pestana

(*)¬†Economista, foi deputado federal pelo PSDB-MG, √© coordenador do projeto “O Brasil P√≥s-Pandemia”

√öltimas postagens

Instituto Teot√īnio Vilela: SGAS 607 Bloco B M√≥dulo 47 - Ed. Metr√≥polis - Sl 225 - Bras√≠lia - DF - CEP: 70200-670