Livro discute correntes de pensamento para entender radicalização do debate

Publicado em:

“No Brasil, houve uma radicalização extrema do debate político. Mas não só aqui. Basta ver os exemplos de EUA, França ou Itália, entre outros países. A questão central é que o atual debate tem a profundidade de um pires. O objetivo não é ouvir, compreender, dialogar, debater, construir consensos. A busca é pelo aniquilamento do inimigo e a mobilização das respectivas bolhas ideológicas. E isso com ralas referências teóricas e históricas sólidas. Basta acionar a metralhadora retórica: “fascistas”, “comunistas”, “conservadores”, “neoliberais”, sem o mínimo de conhecimento sobre essas formulações ideológicas. E com uma pobreza de espírito e intelectual pujante.”

Esse é um parágrafo retirado do livro “As correntes de pensamento e o mundo moderno”, escrito pelo economista Marcus Pestana, ex-deputado federal por Minas Gerais, com o apoio do Instituto Teotônio Vilela, que está sendo lançado nesta quarta-feira (17).

Pestana passa sem burocracia – de forma de fácil entendimento – pelos conceitos de conservadorismo, liberalismo, comunismo, fascismo, social-democracia, socialismo democrático e populismo autoritário. O autor traz um entendimento sólido sobre eles como uma forma de contribuição à derrubada dos rótulos ideológicos que poluem os debates, escancaram a escassez intelectual e dividem a sociedade.

Veja o livro na íntegra: https://itv.org.br/wp-content/uploads/2024/01/Marcus-Pestana_As-correntes-de-pensamento-e-o-mundo-moderno.pdf.

Ponto de vista

Últimas postagens

Instituto Teotônio Vilela: SGAS 607 Bloco B Módulo 47 - Ed. Metrópolis - Sl 225 - Brasília - DF - CEP: 70200-670