Governo de São Paulo inicia primeira etapa do Bolsa do Povo; programa vai beneficiar 2 milhões de pessoas

Publicado em:

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (11/8) que os cartões do Bolsa do Povo começam a ser enviados aos titulares dos benefícios a partir da próxima terça (17/8). Maior programa de assistência social e transferência de renda da história do Estado de São Paulo, o Bolsa do Povo vai alcançar mais de 2 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“Este cartão será enviado a milhares de pessoas beneficiárias do programa Bolsa do Povo. Entre os benefícios, estão o Vale Gás e o São Paulo Acolhe. Os cartões serão enviados diretamente àquelas pessoas vulneráveis através dos serviços dos Correios. São mais de 2 milhões de pessoas que serão beneficiadas com este cartão do Bolsa do Povo”, afirmou Doria.

Na próxima semana, o Governo de São Paulo começa a distribuir mais de cem mil cartões a beneficiários da primeira etapa do Bolsa do Povo, que envolvem os auxílios Vale Gás e o SP Acolhe, ambos da Secretaria de Desenvolvimento Social. São cartões pré-pagos que permitem o saque dos benefícios em terminais bancários eletrônicos.

O Bolsa do Povo é operacionalizado pela Prodesp, empresa de tecnologia do Governo do Estado. A iniciativa unificou programas estaduais de transferência de renda, criou novos benefícios e simplificou o compartilhamento de informações e o repasse dos valores à população elegível para cada um dos sete eixos de amparo.

Os pagamentos começam no próximo dia 20. O Vale Gás oferece três parcelas de R$ 100 a cada dois meses para 426,9 mil famílias na pobreza e extrema pobreza, com renda mensal per capita de até R$ 178 e inscritas no CadÚnico (sem Bolsa Família). O investimento total na ação de segurança alimentar é de R$ 128 milhões.

Já o SP Acolhe prevê a transferência de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social que perderam familiares vítimas da COVID-19. Com investimento de mais de R$ 20 milhões, o auxílio prevê R$ 1,8 mil em seis parcelas mensais de R$ 300 a famílias inscritas no CadÚnico e com renda mensal de até três salários mínimos

“Esse é o momento da retomada, o momento que o Governo precisa estar mais perto das pessoas que mais precisam para acolher todas as necessidades. É um cartão que tem a facilidade de ajudar quem precisa a ter acesso ao recurso com agilidade e, principalmente, com humanidade”, declarou a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

O Bolsa do Povo reúne os programas Ação Jovem, Aluguel Social, Bolsa Talento Esportivo, Renda Cidadã, Via Rápida, Vale Gás, SP Acolhe e Bolsa do Povo Educação.

(*) Do Governo de São Paulo

Os comentários estão desativados.

Cadastre-se e receba as novidades do ITV

Instituto Teotônio Vilela: SGAS 607 Bloco B Módulo 47 - Ed. Metrópolis - Sl 225 - Brasília - DF - CEP: 70200-670