O país da burocracia

Publicado em:

As dificuldades para empreender, a burocracia insana na vida das pessoas e a incapacidade gerencial demonstrada pelo governo levaram o país ao inferno que ele hoje experimenta

Carta de Formulação e Mobilização Política, 05 de novembro de 2015, N. 1254

Facilitar a vida dos cidad√£os deveria ser objetivo b√°sico dos governos. No Brasil, por√©m, acontece o contr√°rio: sempre que pode, a administra√ß√£o p√ļblica dedica-se a transformar o dia a dia dos brasileiros num inferno. Vivemos na p√°tria da burocracia, num reino de inefici√™ncia. Aconteceu de novo agora com a implanta√ß√£o do¬†eSocial, o sistema integrado para registrar pagamentos e benef√≠cios de empregados dom√©sticos. A plataforma que o governo petista p√īs no ar simplesmente n√£o deu conta da encomenda e tornou a tarefa dos patr√Ķes impratic√°vel, lesando tamb√©m o direito dos trabalhadores. O governo demorou quatro dias para tomar provid√™ncias em rela√ß√£o a um problema que se tornou evidente desde a primeira hora. A inconsist√™ncia do sistema disponibilizado pelo Serpro consumiu o descanso de contribuintes no √ļltimo feriado, enquanto o governo dava de ombros, reafirmando que os prazos n√£o seriam alterados. Somente ontem, depois que apenas uma de cada quatro pessoas que deveriam se inscrever logrou √™xito, as datas foram estendidas, com o governo admitindo que subestimou a demanda e superestimou a capacidade de seu sistema capenga. Nada muito diferente do que acontece no pa√≠s cotidianamente. Falhas em sistemas e servi√ßos disponibilizados pelo governo s√£o corriqueiras. Basta lembrar as agruras de milh√Ķes de estudantes brasileiros no in√≠cio do ano para conseguir vagas no¬†Fies, num misto de incompet√™ncia e perversidade ‚Äď j√° que, viu-se depois, a inten√ß√£o do governo era mesmo limitar o acesso e cortar as bolsas. Quase todo ano, acontece o mesmo com o¬†Enem. A verdade √© que os brasileiros vivem em meio a um cipoal de burocracia. No cotidiano n√£o √© nada dif√≠cil perceber os contratempos em s√©rie para lidar com os deveres que o Estado nos imp√Ķe. Mas √© quando os entraves s√£o sistematizados e comparados a padr√Ķes internacionais que fica ainda mais evidente a dist√Ęncia que separa o Brasil do resto do mundo. H√° alguns dias, o¬†Banco Mundial¬†publicou seu relat√≥rio anual sobre facilidade de fazer neg√≥cios ao redor do globo. Entre 189 pa√≠ses, o pa√≠s aparece em 116¬į lugar, cinco posi√ß√Ķes abaixo de onde estava em 2014. Em rela√ß√£o √†s dificuldades para abrir uma empresa ou pagar impostos, por exemplo, estamos entre os 15 piores do mundo. O grau de empecilhos que os cidad√£os encontram para tocar a vida no Brasil est√° intimamente ligado ao tamanho do Estado. Nos √ļltimos anos, com o PT, o papel do poder p√ļblico s√≥ fez aumentar, ao mesmo tempo em que a efici√™ncia na presta√ß√£o dos servi√ßos s√≥ decaiu. As dificuldades para empreender, a burocracia insana na vida das pessoas e a incapacidade gerencial demonstrada pelo governo levaram o pa√≠s ao inferno que ele hoje experimenta, at√© mesmo quando o assunto √© fazer um simples cadastro.

√öltimas postagens

Instituto Teot√īnio Vilela: SGAS 607 Bloco B M√≥dulo 47 - Ed. Metr√≥polis - Sl 225 - Bras√≠lia - DF - CEP: 70200-670