“Uma agenda para o p贸s-pandemia”, por Marcus Pestana

Publicado em:

Atravessamos um per铆odo grav铆ssimo de nossa hist贸ria, onde h谩 uma combina莽茫o explosiva entre a nefasta pandemia, desemprego e o agravamento da mis茅ria e da fome. J谩 s茫o 420 mil vidas brasileiras perdida. Para al茅m da ret贸rica pol铆tica de quem quer que seja, h谩 uma evid锚ncia: o Brasil tem 2,7% da popula莽茫o mundial e 12,9% das mortes causadas pela COVID-19.

Talvez a morte do t茫o querido ator e humorista Paulo Gustavo nos abra os olhos e nos sensibilize para o sofrimento das milhares de fam铆lias que anonimamente perderam seus parentes. A n茫o ser que haja uma ades茫o coletiva 脿 c铆nica afirma莽茫o de Stalin, ditador da antiga URSS, que afirmou: 鈥淯ma 煤nica morte 茅 uma trag茅dia, um milh茫o de mortes 茅 uma estat铆stica鈥.

De qualquer forma 茅 preciso repensar o futuro do pa铆s. Qual 茅 o Brasil que queremos quando a tempestade passar? O debate p煤blico 茅 centrado em torno de personalidades, seus atributos e defeitos. As candidaturas tem conte煤do mais personalista do que program谩tico.

Honra seja feita, como exce莽茫o, ao fato de Ciro Gomes ter lan莽ado o livro 鈥淧ROJETO NACIONAL: O DEVER DA ESPERAN脟A鈥 (Editora LeYa) e de o PSDB ter lan莽ado, com o apoio do Instituto Teot么nio Vilela, a colet芒nea de artigos 鈥淥 BRASIL P脫S PANDEMIA: uma proposta para reconstru莽茫o do futuro鈥 (https://www.psdb.org.br/wp-content/uploads/2020/12/BRASIL-P脫S麓PANDEMIA-FINAL.pdf).

J谩 disse aqui que n茫o 茅 o momento de discutir a sucess茫o presidencial de 2022. A popula莽茫o est谩 interessada em vacina, emprego e seguran莽a alimentar. Dado isto, seria um bom momento para partidos amadurecerem um projeto para o futuro do pa铆s.

Essa reflex茫o, em minha opini茫o, deveria abranger quatro eixos centrais. O primeiro 茅 sobre a quest茫o democr谩tica. A liberdade e a democracia andaram amea莽adas. Quais as travas necess谩rias para evitar retrocessos? Qual 茅 a reforma pol铆tica profunda que temos que produzir? Quais as transforma莽玫es constitucionais e legais para que a conviv锚ncia entre os Poderes republicanos supere o permanente estado de conflito que vivemos? Qual 茅 o papel do Poder Judici谩rio e das For莽as Armadas? E o papel do Brasil no cen谩rio mundial? Perguntas que precisam ser respondidas por qualquer candidato 脿 presid锚ncia.

Em segundo lugar, a discuss茫o sobre o novo modelo de desenvolvimento econ么mico. Como crescer, incluindo? Qual Estado precisamos? Como conseguir uma integra莽茫o competitiva ao mundo globalizado? Quais s茫o as diretrizes corretas para as pol铆ticas fiscal, monet谩ria e cambial? Como privilegiar a inova莽茫o e o empreendedorismo? Como enfrentar o desemprego tecnol贸gico? Como repensar o mundo do trabalho? Como superar a armadilha do baixo crescimento?

Em terceiro lugar, o desafio de combate 脿s cr么nicas e inaceit谩veis desigualdades pessoais e regionais de renda e qualidade de vida. Qual 茅 a educa莽茫o e a sa煤de com que sonhamos? Quais as formas de redistribuir renda? Qual seguridade social e rede de prote莽茫o precisamos? O dever n煤mero 1 de qualquer candidatura 茅 explicitar suas estrat茅gias para tirar milh玫es de brasileiros da mis茅ria e da pobreza.

Por 煤ltimo, a vis茫o da sustentabilidade e do compromisso ambiental aonde o Brasil tem papel central no debate internacional.

Pol铆tica 茅 meio, n茫o fim em si mesma. Um candidato 脿 presid锚ncia n茫o pode ser um rebelde sem causa. Antes de debater nomes, 茅 urgente discutir as ideias.

(*) Economista e consultor do ITV, foi deputado federal pelo PSDB-MG

Os coment谩rios est茫o desativados.

Cadastre-se e receba as novidades do ITV

Instituto Teot么nio Vilela: SGAS 607 Bloco B M贸dulo 47 - Ed. Metr贸polis - Sl 225 - Bras铆lia - DF - CEP: 70200-670