23 de JUL. de 2016
8h
Fortaleza

Curso do ITV reúne 400 pré-candidatos em Fortaleza

As eleições municipais de 2016 exigirão dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador muito mais atenção, organização, planejamento e agilidade. Esse foi, em síntese, o recado deixado pelos especialistas do ITV, durante o treinamento realizado em Fortaleza, no sábado (23/07) - uma parceria do Instituto com o PSDB-CE.

Para o advogado especialista em direito eleitoral, Afonso Ribeiro, quanto antes o PSDB ou as coligações das quais o partido participe realizarem as convenções, mais tempo os candidatos terão para se preparar para a campanha eleitoral, propriamente. “Se conseguirmos antecipar as convenções, chegaremos à campanha mais preparados”, lembra Ribeiro. Como exemplo de mais preparo, o especialista cita a abertura de conta jurídica e a estruturação do sistema de arrecadação. “Para cada doação será necessário um recibo eleitoral”, exemplificou o especialista.
 
Afonso Ribeiro destacou, ainda que, nestas eleições, está proibida doação de recursos financeiros de empresas (pessoas jurídicas) para candidatos (pessoa física). Esse tipo de transferência só será possível de empresa para os partidos, que administração os recursos entre seus filiados candidatos. “Será a eleição dos três “s”: sola de sapato, saliva e suor”, ilustrou.
 
Também especialista na área, a advogada Clara Petrola detalhou “o que pode e o que não pode” durante a campanha de 2016. Particularmente, em relação a uso de material de campanha. Petrola tirou dúvidas levantadas, diretamente, pelos de pré-candidatos que lotaram o auditório do Hotel Luzeiros, na Capital do Ceará.
 
A necessidade de as candidaturas serem oficializadas o quanto antes foi reforçada pelo cientista político Murilo Medeiros. A pré-campanha, diz ele, é o momento do planejamento e da busca de apoios políticos, já que a única proibição é pedir voto de forma explícita.  “Quem esperar pelo dia dezesseis (de agosto, início oficial da campanha) para ir às ruas vai começar muito atrás”, avisa o cientista político. “Teremos uma campanha curta, mais barata e com o desafios de um cenário político muito conturbado”, analisa Medeiros.
 
O cientista político ressaltou, ainda, os altos índices de desgaste e rejeição que o brasileiro tem, atualmente, em relação a políticos e partidos, alimentados, em parte, pelas denúncias de corrupção que inunda o noticiário. Nesse sentido, Medeiros afirmou que num cenário tão adverso, a mensagem do candidato é uma arma forte na busca do voto. “Os principais marqueteiros são vocês”, ensinou.
 
Já para Vitor Diniz, consultor do ITV para a área de redes sociais, essa campanha será marcada pela demanda de conteúdo e organização dos candidatos, assim como a agilidade e o senso de oportunidade. Ele detalhou casos de sucesso por parte de senadores e deputados federais nas redes sociais. Segundo ele, a agilidade e a simplicidade estão para o Facebook, assim como imagens de momentos marcantes estão para o Instagram. “No Instagram funcionam muito bem momentos ao lado do povo e fotos.

PSDB fortalecido 
O diretor de Marketing Político e Eleitoral do ITV, ex-senador e ex-governador Cícero Lucena (PSDB-PB) destacou a qualidade das gestões tucanas Brasil afora e enalteceu a oportunidade que os filiados ao partido teriam em se preparar para a disputa eleitoral.

Presidente da seccional do ITV no Ceará, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) citou o fortalecimento do partido, diante do novo cenário político nacional, e afirmou que um dos desafios do curso era adequar os candidatos às novas regras eleitorais.

Também participaram do curso do ITV o presidente do PSDB-Fortaleza, Fernando Façanha, centenas de pré-candidatos às prefeituras e câmaras municipais da Capital e Interior do Ceará, além de simpatizantes dos valores políticos da social democracia.

(Do PSDB-CE) 

Fotos do Evento