21 de MAI. de 2016
8h
Recife

Ciclo 2016 do Curso de Formação para Pré-Candidatos estreia em Recife

O Instituto Teotonio Vilela (ITV) deu início, no sábado (21/05), em Recife (PE), ao ciclo 2016 do Curso de Formação Para Pré-Candidatos. Acompanhados por dezenas de filiados do PSDB, os módulos reuniram dicas sobre o melhor uso das redes sociais, noções de comunicação e marketing, as novas regras da legislação eleitoral e a importâncias da pesquisa nas eleições. Foram mais de quatro horas de palestras - com espaço para perguntas - proferidas por um time de profissionais especializados e experientes na condução de campanhas eleitorais em suas áreas de atuação.

Gustavo Kanffer, advogado do PSDB e especialista em Direito Eleitoral, esclareceu as novas regras da campanha deste ano, em função das mudanças promovidas pela mini-reforma eleitoral, ressaltando o cuidado redobrado com as inúmeras restrições que a lei impõe ao pleito de outubro. "Há mais restrições do que permissões. É preciso muita atenção com as mudanças e com a prestação de contas, o bicho papão dessa disputa", alertou.

O jornalista e consultor do ITV/PSDB, André Lacerda, falou sobre a comunicação e o marketing na campanha eleitoral. Entre os vários pontos abordados, Lacerda chamou a atenção para o "ambiente inóspito" da política nos dias de hoje que, aliado às limitações de custos e formato da campanha, exigirá ainda mais dos candidatos conteúdo e veracidades nas mensagens aos eleitores. "Essa não será a eleição do blefe, do chavão. O eleitor vai exigir dos candidatos mais conhecimento da realidade", pontuou.

A dupla formada pelo jornalista e consultor do ITV/PSDB, Fabiano Lana, e pelo cientista político Victor Diniz abordou o uso das redes sociais nas eleições. Partindo do princípio de que "rede social dá voto", a dupla passeou por todas as ferramentas - Facebook, Twitter, Instagran, Site, What's App e Snapchat - pontuando o que é positivo e negativo na forma de usá-las.

Por fim, o especialista Emanuelton Borges falou sobre um instrumento importantíssimo em campanha e bastante usado, principalmente, por candidatos majoritários: as pesquisas eleitorais. Frisou a importância das consultas quantitativas e qualitativas, o momento de se valer de cada uma, e apresentou exemplos de vitoriosas campanhas pernambucanas que foram impulsionadas por estratégias definidas a partir de orientação das pesquisas eleitorais.

Fotos do Evento