Desafios da Petrobras

Publicado em:

Maus resultados mostram tempo perdido pela empresa depois que o governo petista resolveu intervir fortemente no setor de petr贸leo e mudar as regras de explora莽茫o no pa铆s

Carta de Formula莽茫o e Mobiliza莽茫o Pol铆tica, 10 de agosto de 2015, N潞 1194

N茫o foi desta vez que a Petrobras voltou a dar alegrias a seus acionistas e aos brasileiros em geral. A outrora maior companhia do pa铆s continua devendo bons resultados, ainda sob os escombros da pilhagem de que foi v铆tima nos 煤ltimos anos pela gest茫o petista. Seus pr贸prios gestores atuais admitem: a recupera莽茫o vai demorar a vir. Na semana passada, a Petrobras anunciou seus聽resultados聽no segundo trimestre do ano. O mais impactante foi a queda de 89% nos lucros em rela莽茫o ao per铆odo de abril a junho de 2014. No semestre, a baixa foi menor (43%), mas nem por isso menos expressiva: sobraram quase R$ 5 bilh玫es menos no caixa nestes seis meses. Quem acompanha o dia a dia da companhia contava com um lucro que poderia ultrapassar R$ 4 bilh玫es, mas a estatal s贸 entregou R$ 531 milh玫es. Resultado: as a莽玫es despencaram depois da divulga莽茫o dos resultados e das explica莽玫es dos gestores da companhia. No ano, ainda sobra um mag茅rrimo ganho de 3,5% 鈥 que n茫o d谩 nem para cobrir a infla莽茫o… O que mais impactou o resultado da estatal no trimestre n茫o foi a sua opera莽茫o (que melhorou, com alta na produ莽茫o). A Petrobras resolveu pagar impostos em lit铆gio com a Uni茫o e provisionou R$ 4,4 bilh玫es para quitar IOF em atraso. A ajudinha veio justamente no momento em que o Tesouro (ou seja, o governo) ca莽a dinheiro de todo tipo para tentar engordar o resultado fiscal. Todo mundo achou estranho. Na realidade, a companhia revelou que tem uma montanha de聽passivos fiscais聽entocados na sua contabilidade. Somam R$ 96 bilh玫es, capazes de deixar analistas e investidores de cabelo em p茅 com as perspectivas sombrias que levantam sobre a sa煤de da empresa. O montante praticamente equivale ao atual valor de mercado da Petrobras. O endividamento da empresa tamb茅m continua monstruoso. A d铆vida bruta ultrapassou R$ 415 bilh玫es. Em seis meses, aumentou 18% e j谩 茅 superior ao patrim么nio da companhia. A d铆vida l铆quida subiu para R$ 324 bilh玫es, mantendo o risco de rebaixamento da avalia莽茫o de cr茅dito sobre a cabe莽a da Petrobras 鈥 algo que poderia lhe tirar mais uns 30% de valor de mercado, segundo analistas. O estrago que a empresa sofreu nestes anos em que foi transformada em butim repartido pelo PT com seus aliados demorar谩 a ser superado. Segundo Aldemir Bendine, presidente da Petrobras desde fevereiro, 茅 servi莽o para, no m铆nimo,聽mais cinco anos. Isso d谩 a dimens茫o do tempo perdido por este patrim么nio dos brasileiros depois que o governo resolveu intervir fortemente no setor de petr贸leo e mudar as regras de explora莽茫o no pa铆s. A situa莽茫o da Petrobras refor莽a a conveni锚ncia de rever os marcos legais e retirar da empresa os cabrestos que a gest茫o petista lhe imp么s. O balan莽o geral indica que as obriga莽玫es do pr茅-sal e do modelo de partida s贸 lhe causaram perdas. Em boa hora, o Congresso deve aprovar proposta do senador Jos茅 Serra que retira a obrigatoriedade de a Petrobras participar de neg贸cios para os quais demonstra, a olhos vistos, n茫o ter f么lego.

 

Ponto de vista

脷ltimas postagens

Instituto Teot么nio Vilela: SGAS 607 Bloco B M贸dulo 47 - Ed. Metr贸polis - Sl 225 - Bras铆lia - DF - CEP: 70200-670