Agora é que é ele

Publicado em:

Lula envolveu-se de corpo e alma na montagem do esquema corrupto que, desde o mensal√£o, desvia dinheiro do povo brasileiro para financiar o projeto de poder do PT

Carta de Formula√ß√£o e Mobiliza√ß√£o Pol√≠tica, 26 de janeiro de 2016, N¬ļ 1290

Luiz In√°cio Lula da Silva est√° no centro das aten√ß√Ķes. N√£o pelas suas qualidades, como ele acha que merece. Mas pelas crescentes suspeitas de que tornou seu governo um balc√£o de neg√≥cios e, fora dele, atuou de maneira incessante para transformar dificuldades em facilidades e lotear o Estado brasileiro para os amigos do rei.

Lula est√° a um passo de ser denunciado pelo Minist√©rio P√ļblico por crime de oculta√ß√£o de patrim√īnio. O promotor encarregado da investiga√ß√£o tem certeza de que um tr√≠plex de frente para o mar em Guaruj√° (SP), avaliado em R$ 2,5 milh√Ķes, √© um mimo da Construtora OAS ao ex-presidente, segundo a edi√ß√£o da revista¬†Veja¬†desta semana.

A cada passo dado pela Justi√ßa, pela pol√≠cia ou pelas nossas institui√ß√Ķes de fiscaliza√ß√£o e controle, como o MP ou o TCU, mais claro fica que o l√≠der-mor dos petistas envolveu-se de corpo e alma na montagem do esquema corrupto que, desde o mensal√£o, desvia dinheiro do povo brasileiro para financiar o projeto de poder do PT.

Al√©m do tr√≠plex, Lula tamb√©m teria sido agraciado com benfeitorias em um s√≠tio que possui em Atibaia, no interior paulista. Assim como no Guaruj√°, o agrado coube √† OAS, cujo ex- participa√ß√£o em crimes investigados no √Ęmbito da Opera√ß√£o Lava Jato.

Mas a lista de casos duvidosos envolvendo Lula ou algum de seus familiares √© muito mais extensa. Uma das frentes de investiga√ß√£o s√£o opera√ß√Ķes financiadas pelo BNDES no exterior, alvo de CPI na C√Ęmara. Segundo o que se apurou at√© agora, Lula era especialista em ‚Äúflexibilizar exig√™ncias‚ÄĚ para que o dinheiro do contribuinte brasileiro irrigasse neg√≥cios suspeitos de seus compadres l√° fora, como mostra o¬†Valor Econ√īmico.

Um destes neg√≥cios (a aquisi√ß√£o de blocos de petr√≥leo em Angola) pode ter rendido propina suficiente para ter bancado metade do custo da campanha √† reelei√ß√£o de Lula em 2006. H√°, ainda, as transa√ß√Ķes envolvendo o pecuarista Jos√© Carlos Bumlai, amig√£o do peito do ex-presidente, que recentemente admitiu com todas as letras que¬†captava dinheiro sujo para o PT.

Mas tem muito mais. Tem a compra de medidas provis√≥rias para favorecer empresas automobil√≠sticas. E agora tamb√©m a suspeita de liga√ß√£o entre o recebimento de R$ 2,5 milh√Ķes por parte do filho de Lula, Luis Cl√°udio, e o acordo para a¬†fabrica√ß√£o de ca√ßas suecos da Saab no Brasil, conduzido pela FAB. Interrogado no in√≠cio do m√™s sobre isso, Lula, mais uma vez, disse que nada sabia.

Para quem se diz o mais honesto dos mortais, Lula tem uma ficha corrida extensa demais para ser explicada. Ele acha que, assim como durante boa parte de sua trajet√≥ria pol√≠tica, conseguir√° se livrar das acusa√ß√Ķes no gog√≥. √Č melhor ir colocando as barbas de molho, porque a hora de seu acerto de contas com a Justi√ßa chegou. Agora √© que s√£o elas.

 

√öltimas postagens

Instituto Teot√īnio Vilela: SGAS 607 Bloco B M√≥dulo 47 - Ed. Metr√≥polis - Sl 225 - Bras√≠lia - DF - CEP: 70200-670