Reformas Estruturais
Maioria da população é favorável à reforma da Previdência, aponta pesquisa XP/Ipespe
17 de Junho de 2019
A maioria da população é favorável à reforma da Previdência, segundo apontado pela rodada de junho da pesquisa XP/Ipespe. Hoje, 52% dos entrevistados concordam totalmente ou parcialmente com as mudanças propostas para o sistema previdenciário, enquanto 42% são contrários. Em maio, os favoráveis eram 44% e os contrários, 51%

No mesmo levantamento, 65% dos entrevistados demonstraram a compreensão de que a reforma é necessária ao país; 30% disseram que ela não é necessária. No mês passado, essa percepção foi confirmada por 62% e negada por 32% dos ouvidos pela XP.
Além disso, 79% dos entrevistados acreditam que a proposta encaminhada pelo governo será aprovada integralmente (11%), com algumas alterações (47%) ou com muitas mudanças no texto original (20%).

Na quinta-feira (13/06), o relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou seu parecer à Comissão Especial da Câmara. No texto, o parlamentar tucano manteve as diretrizes da proposta original, como aumento da idade mínima para aposentadoria e regras de transição. Por outro lado, retirou itens que teriam impacto sobre a população mais pobre, como as mudanças na aposentadoria rural e no Benefício da Prestação Continuada (BPC).

Meta fiscal e justiça social
"Tem dois princípios que eu procurei manter desde o início, meta fiscal robusta e justiça social. Eu posso garantir que preservei totalmente a população de baixa renda", afirmou o relator em entrevista do jornal "O Estado de S. Paulo" (Leia a ÍNTEGRA aqui) Segundo ele, o impacto da reforma prevista no relatório será de R$ 1,13 trilhão em 10 anos.

Moreira também retirou da proposta a instituição de um sistema de capitalização, em que cada trabalhador juntaria sozinho os recursos para sua aposentadoria.

O deputado afirma que o parecer foi construído a partir de entendimentos com a maioria da Câmara. "Eu vou defender o relatório. Ele está consistente e abrange bem as expectativas", completa.

Fechamento de questão
O PSDB fechou questão em torno da aprovação do texto apresentado por Samuel Moreira. A decisão foi tomada após reunião da Executiva Nacional com parlamentares, governadores e prefeitos do partido, na terça-feira (11/06).

"O compromisso do PSDB vem desde a origem da formação do partido, que tem uma história reformista", disse o presidente da legenda, Bruno Araújo. "O PSDB sempre enfrentou temas relevantes para a estruturação do país. E, hoje, a reforma da Previdência é absolutamente fundamental", completou.

Estados e municípios
Governadores tucanos também são defensores incondicionais da manutenção dos servidores estaduais e municipais na reforma da Previdência - item que acabou ficando de fora do relatório, mas que pode ser revisto pelos parlamentares no decorrer da tramitação do parecer.

Para o gaúcho Eduardo Leite, a proposta é fundamental para recuperar a confiança de investidores, mas, para isso, não pode ser feita apenas uma reforma parcial. "Meia reforma será apenas meio entusiasmo, e isso não será suficiente para atrair investimentos e gerar crescimento econômico e empregos", afirma.

Nesse sentido, a pesquisa XP/Ipespe aponta ampla maioria dos entrevistados em concordância com os governadores: 80% defendem a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência e apenas 13% são contrários a essa possibilidade.

A pesquisa XP ouviu 1.000 pessoas, nos dias 11, 12 e 13 de junho. (Confira a ÍNTEGRA aqui)

Comentários