PSDB
Pedro Cunha Lima colhe assinaturas favoráveis à proposta que reduz benefícios pagos a autoridades
23 de Maio de 2019
O deputado federal Pedro Cunha Lima já iniciou a coleta de assinaturas entre os parlamentares para que a chamada "PEC dos Penduricalhos" possa tramitar no Congresso. A proposta, de autoria do tucano, tem o objetivo de reduzir o custo da máquina pública e diminuir benefícios pagos às autoridades. De acordo com o texto, quem recebe mais de um quarto do salário de um ministro do Supremo (aproximadamente, R$ 10 mil) não pode receber auxílios extras.

"Precisamos fazer um ajuste fiscal. O Brasil quebrou. Quem recebe mais de um quarto do salário de ministro do STF não pode receber auxílio-creche, auxílio-mudança, auxílio-livro ou qualquer outro do gênero", afirma o deputado. "É muito triste a situação do país. Todos precisam participar da reconstrução da nossa economia. O momento exige solidariedade e espírito de contribuição", completa.

Em recente pronunciamento na tribuna da Câmara, Pedro destacou que metade da população não possui saneamento básico e que muitas das crianças de 0 a 5 anos estão fora da creche. Enquanto isso, há o benefício de auxílio-creche para procurador, o auxílio- mudança para deputado e auxílio-livro para o juiz. "A gente não vê o governo se empenhar na chamada reforma dos privilégios. Parte desse sentimento foi o que elegeu o presidente Bolsonaro e esse sentimento é maior do que o próprio presidente. A Presidência não está atentando para isso".

Para tramitar, são necessárias 171 assinaturas de adesão à PEC dos Penduricalhos.

Confira a mensagem do deputado!

Comentários