PSDB tem 14 parlamentares na lista dos mais influentes do Congresso
02 de Agosto de 2016

O PSDB tem 14 parlamentares entre os 100 mais influentes do Congresso Nacional, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP). Os chamados "Cabeças" do Congresso são aqueles deputados e senadores que conseguem se diferenciar dos demais no exercício das diversas funções do mandato. O estudo aponta ainda que o partido tem "grande capacidade de formulação".

Na lista do Diap estão os deputados tucanos Antônio Imbassahy (BA), líder na Câmara, Carlos Sampaio (SP), Domingos Sávio (MG), Marcus Pestana (MG), Paulo Abi-Ackel (MG) e Luiz Carlos Hauly (PR). No Senado, destacam-se Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, Antônio Anastasia (MG), Tasso Jereissati (CE), Ricardo Ferraço (ES), Cássio Cunha Lima (PB), líder do partido, Aloysio Nunes Ferreira (SP), José Aníbal (SP), presidente do Instituto Teotônio Vilela, e Flexa Ribeiro (PA).

“Precisamos trabalhar sem descanso a fim de retomar a credibilidade e a confiança para que volte o investimento e o emprego no Brasil. Essa deve ser a questão central de atuação do Parlamento. A busca pela convergência com o desejo da sociedade, que é de mudança das práticas políticas, deve ser intensa. O povo está descrente com os políticos, cabe a nós mostrar que a boa política ainda existe", afirma José Aníbal

Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, segundo o DIAP, estão a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão.

A pesquisa inclui apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período de avaliação, correspondente ao período de fevereiro a julho de 2016. Como ressalta o DIAP, é por isso que ficaram de fora nomes como Bruno Araújo, ministros das Cidades, e José Serra, titular da pasta das Relações Exteriores.

Entre os 100 parlamentares que comandam o processo decisório no Congresso, 62 são deputados e 38 são senadores. Além dos "100 Cabeças", o Diap divulga levantamento incluindo na publicação um anexo com outros parlamentares que, mesmo não fazendo parte do grupo dos 100 mais influentes, estão em plena ascensão, podendo, mantida a trajetória ascendente, estar futuramente na elite parlamentar.
Pelo PSDB, aparecem nesta lista os deputados Izalci (DF), Daniel Coelho (PE), primeiro vice-líder do partido na Câmara, e Nelson Marchezan Júnior (RS).


Conheça a pesquisa do Diap 

Comentários