Inclusão Social
Tucanas celebram o Dia Internacional das Mulheres com mensagens de apoio e incentivo
08 de Março de 2019

No ano em que o PSDB-Mulher completa 20 anos de existência, a celebração do dia 8 de março de 2019 tem um sabor especial. A luta das fundadoras e idealizadoras do segmento se perpetua diante dos resultados positivos já alcançados no que se refere a representatividade feminina dentro da política brasileira. A última eleição mostrou que, apesar das dificuldades, a união entre as tucanas é capaz de manter a ascensão feminina mesmo quando o cenário se mostra hostil.


Uma das fundadoras do PSDB-Mulher e atual presidente do segmento, Yeda Crusius (RS), parabenizou a todas as mulheres que fizeram parte da história do secretariado e enfatizou o trabalho já realizado pelas tucanas.


“Que este dia especial seja de celebração do tanto já feito e do continuado compromisso com os substantivos femininos que significam o melhor da humanidade: igualdade, solidariedade, democracia, compaixão, evolução. Acrescente a esta lista aquele substantivo feminino que melhor signifique a sua capacidade de amar. Feliz e pleno 8 de março de 2019”, desejou Yeda a todas.


A presidente do PSDB-Mulher de Santa Cataria, Anna Carolina (SC), prestou uma homenagem às mulheres de dentro e fora do PSDB. Em um vídeo postado em um grupo de tucanas, a catarinense lembrou a trajetória da luta das mulheres pelo mundo.


“Você que é mulher sabe que foi preciso coragem para chegar onde chegamos. Vamos comemorar as conquistas do nosso passado e as que nos esperam no futuro. Ser mulher é mais do que existir é resistir e persistir. É triunfar todos os dias”, afirmou.


Representando Alagoas, a presidente do PSDB-Mulher do estado, Adriana Toledo, cumprimentou e enalteceu a luta cotidiana das trabalhadoras brasileiras. “Meu bom dia especial a todas as Evas, Marias, Amélias. A todas as taxistas, contadoras, pilotas de avião, domésticas, enfermeiras e médicas. Hoje, depois de muita luta, podemos ser o que quisermos. Feliz dia da Mulher!”, celebrou.


A deputada estadual Lêda Borges (GO) também compartilhou mensagem de comemoração ao Dia Internacional da Mulher. No texto, ela fala sobre a luta da mulher goiana e pelas reivindicações históricas por melhores condições de vida e trabalho.


“Parabéns para todas as mulheres fortes, protagonistas, guerreiras, que estão sempre presentes, em cada passo, para novas conquistas. Parabenizo a todas pelos seus projetos e realizações. Ao mesmo tempo, lamento que ainda persistam situações em que a mulher seja discriminada, violentada ou subestimada por ser mulher”, pontuou.


Histórico de luta
Desde 2007, o PSDB-Mulher optou por usar os 5% do Fundo Partidário na capacitação de mulheres interessadas em ingressar na política. Parcerias com a fundação alemã Konrad Adenauer e com o Instituto Teotônio Vilela (ITV) foram estratégicas neste processo de preparação das mulheres tucanas.


A assessoria prestada a cada candidata individualmente levou a bancada feminina do PSDB na Câmara crescer 60% em relação a eleição de 2014, pulando de cinco para nove deputadas, enquanto a bancada masculina diminuiu de 49 para 21 no mesmo período.


Duas deputadas eleitas pelo PSDB foram as mulheres mais votadas em todo o país, em termos proporcionais, na disputa por uma cadeira na Câmara Federal. Rose Modesto recebeu 9,75% dos votos no Mato Grosso do Sul. Já Mara Rocha foi a escolhida por 9,42% dos eleitores do Acre.


Além disso, elegemos a senadora Mara Gabrilli por São Paulo com mais de 6 milhões de votos. O número de deputadas estaduais eleitas em 2018 cresceu 30% em relação a eleição passada, subindo de 12 para 16.


Reportagem Tainã Gomes de Matos, do PSDB

Comentários