Inclusão Social
Deficiente vive melhor no sertão nordestino que na periferia de São Paulo, avalia Mara Gabrilli
23 de Maio de 2016
Foram 21 anos de fisioterapia e perseverança a toda prova. Obstinação. Há pouco mais de um mês, a deputada Mara Gabrilli celebrou a segunda maior vitória de sua vida: recuperar movimentos da mão esquerda que lhe permitem pilotar a cadeira de rodas que usa para se deslocar desde 1994, quando um acidente de carro a deixou tetraplégica.

"Minha primeira grande vitória na vida, depois de sobreviver, foi sair do respirador", contou ao Portal do ITV. O médico lhe explicou que, para respirar sozinha, era preciso fazer funcionar um nervo chamado frênico. Livros de anatomia indicaram como ela poderia dar um empurrão no frênico. Deu. "Nunca vou esquecer a cara das fisioterapeutas. Aí eu disse 'frênico, agora vai'."


Psicóloga e publicitária, Mara Gabrili atua há quase 20 anos anos pela defesa dos direitos das pessoas com deficiência. Relatora da legislação que reconhece essa garantias, ela está focada em mais uma grande conquista: fazer a lei virar realidade.


Confira a entrevista!


Comentários