Gestão Eficiente
Orlando Morando imprime principal marca do PSDB na prefeitura de São Bernardo do Campo
12 de Junho de 2017

 


Exemplo do jeito tucano de governar, jovem prefeito coloca em prática gestão fiscal eficiente, sem negar a política, em tradicional reduto do eleitorado petista

“O PSDB sabe governar. Aqui tem bons gestores, tem método e tem critério. Onde o PSDB governou deixou a cidade, o estado, melhor do que encontrou”, afirma Orlando Morando. Conhecido por derrotar o petismo na disputa municipal de 2016 no cinturão vermelho do ABC paulista, o tucano tem se destacado ao colocar em prática um dos principais ensinamentos do partido: aliar gestão fiscal eficiente com sensibilidade política.

Em entrevista ao ITV, o prefeito defende a marca tucana como garantia do êxito de sua administração. Para o PSDB, o ajuste fiscal não é apenas sinônimo de cortes ou sacrifícios. A austeridade com gastos e seus efeitos positivos dependem, antes, de gestão pública competente e racional. A atuação de Orlando Morando tornou-se, em pouco tempo, exemplo de gestão moderna e responsável, sobretudo, porque submeteu a eficiência ao princípio de base do PSDB: a boa política tem que estar voltada para o bem comum.

Orlando Morando conta também como promoveu uma verdadeira revolução nas contas públicas e na forma de gerir a cidade. Em 100 dias de governo cortou R$ 100 milhões de gastos e implementou um modelo “orgânico” de administração municipal, baseado em programas. Diante de uma das maiores recessões econômicas enfrentadas pelo país, o prefeito encarou o fantasma que assombra gestores públicos de todo Brasil – o ajuste fiscal – e tem combatido, com convicção, o descrédito que dominou a atividade política. “Eu me orgulho dos cargos que disputei, das eleições que venci e dos cargos que passei. Eu sou político, sou prefeito e vou honrar o cargo”, declara.  

Assista aqui a entrevista e veja como é possível governar com responsabilidade e obter bons resultados, em meio a crise econômica e política que estamos vivendo.


Foto: O Globo

 

Comentários