Eleições
PSDB reforça parceria com Fundação Konrad Adenauer, centro de formação política dos democratas cristãos da Alemanha
21 de Março de 2019
Os presidentes nacionais do PSDB, Geraldo Alckmin, e do PSDB-Mulher, Yeda Crusius, e o coordenador-executivo do ITV, Betinho Gomes, reuniram-se na quarta-feira (20) com o secretário-geral da fundação alemã Konrad Adenauer (KAS), Gerhard Wahlers. A KAS é o centro de estudos políticos ligado à União Democrata Cristã alemã e mantém uma parceria de mais de uma década com os tucanos. Esse intercâmbio viabilizou nos últimos anos os cursos de capacitação promovidos pelo PSDB-Mulher e resultou, no ano passado, no aumento de 60% da bancada feminina do partido na Câmara dos Deputados e de 33% nos estados, além da eleição da senadora Mara Gabrilli (SP).

Ao mencionar a conquista histórica das tucanas nas eleições do ano passado, Yeda ressaltou o esforço do PSDB-Mulher, que completará 20 anos em maio próximo, para organizar o segmento no país inteiro e a conquista dos 30% dos recursos do fundo eleitoral para as candidaturas femininas, determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e acatada prontamente por Alckmin. O PSDB foi o primeiro partido a cumprir a decisão da Justiça, o que foi fundamental para o sucesso das tucanas a despeito da crise que se abateu sobre o partido, que ficou de fora do segundo turno das eleições presidenciais pela primeira vez desde 1994 e viu sua bancada federal cair da terceira para a oitava colocação na Câmara.

Wahlers não escondeu sua preocupação com o cenário político mundial e reforçou o interesse da KAS em dar seguimento à parceria mantida com o partido. Os líderes tucanos reforçaram que a aliança com os alemães tem sido fundamental para a formação de novos quadros do PSDB. O secretário-geral da fundação alemã trocou opinião com os tucanos sobre a gestão de Bolsonaro e quis saber a posição do PSDB em relação ao governo e à reforma da Previdência.

Geraldo Alckmin deixou clara a postura de independência total do PSDB em relação ao governo Bolsonaro. O tucano acrescentou que, mesmo independente do governo, o PSDB pretende discutir e aprimorar a proposta de reforma da Previdência.

Para o coordenador-executivo do Instituto Teotônio Vilela (ITV), Betinho Gomes, o intercâmbio político já consolidado entre o PSDB, por meio do ITV e do PSDB-Mulher, é importante, primeiro, pela experiência política internacional que pode ser compartihada. "Há troca no que diz respeito à visão de mundo, às preocupações com as causas globais, como a questão da democracia, a questão do sistema econômico e das desigualdades. "É sempre fundamental que partidos com a dimensão que PSDB tem no Brasil e que os Democratas Cristãos têm na Alemanha possam trocar informações por meio desse intercâmbio", avaliou.
 
Segundo Betinho, o ITV, como centro de formulação e de conteúdos do PSDB, tem muito a ganhar e a construir coletivamente, a partir, sobretudo, da experiência já bem sucedida do PSDB Mulher.  A KAS e o segmento feminino tucano promoveram ao longo de 2018 cinco cursos de capacitação para 450 pré-candidatas das cinco regiões do país. No mês passado, a fundação alemã promoveu dois dias de curso voltado para as tucanas eleitas no ano passado e seus assessores.

O encontro foi solicitado pela KAS e contou ainda com a presença do secretário-geral do PSDB, Marcus Pestana, do deputado Eduardo Cury (PSDB-SP) e da presidente de honra do PSDB-Mulher, Solange Jurema.

Reportagem Tainã Gomes de Matos (PSDB-Mulher)

Comentários