Eleições
PSDB completa 29 anos próximo da marca de 1,5 milhão de filiados
22 de Junho de 2017
Em seu aniversário de 29 anos, o PSDB está prestes a completar uma das expressivas marcas de sua história: a filiação de 1,5 milhão de brasileiros que desejam um novo futuro para o Brasil. Atualmente, 1.496.248 pessoas estão filiadas ao partido, número que cresce ano após ano em função do compromisso demonstrado pelos quadros tucanos com a responsabilidade e a estabilidade econômica do país.

No início do ano passado, o PSDB tinha um total de 1.455.866 filiados, o que significa dizer que, em menos de um ano e meio, mais de 40 mil pessoas juntaram-se aos quadros tucanos, um crescimento que vem tendo reflexos diretos nas urnas. Nas eleições municipais de 2016, o partido obteve seu melhor resultado em todos os tempos, elegendo 804 prefeitos - sendo sete em capitais - e mais de 5.300 vereadores em todos os estados.

O avanço também é resultado de uma intensa campanha de filiação realizada pelo partido nos últimos anos, tendo como foco a ampliação da participação feminina e da juventude nas decisões do partido.

Para o líder do PSDB na Câmara, deputado federal Ricardo Tripoli (SP), a evolução no número de filiados nos últimos anos comprova que a voz da população vem sendo ouvida pelo partido, tanto em cargos do Legislativo como no Poder Executivo, seja nos governos estaduais ou nas prefeituras espalhadas por todo o país.

"O PSDB cumpre um papel fundamental no pais: de equilíbrio, de responsabilidade, e, sempre que ocorrem fatos que correspondem à expectativa da população, como no caso das reformas, o PSDB está à frente dessas questões. Acho que por isso é que há um reconhecimento por conta desse trabalho", ressaltou o parlamentar.

Igualdade de gênero
Entre os quase 1,5 milhão de filiados ao PSDB, há um equilíbrio entre o número de homens e mulheres, algo que, infelizmente, ainda é incomum no universo político do país. São 786.732 filiados do sexo masculino, contra 622.020 do feminino. Assim, as mulheres correspondem a cerca de 41,5% do total da filiados à legenda. Para a presidente do PSDB-Mulher, Solange Jurema, o dado mostra a força do segmento feminino dentro do partido. A tucana ressalta, entretanto, que ainda é necessário que essa presença seja refletida no resultado das urnas.

"Acho que nós temos uma boa adesão das mulheres ao nosso partido. E nós precisamos trazer isso para o número de mulheres eleitas, para a gente também ter um equilíbrio maior com as mulheres que têm mandato em todas as esferas. A cada eleição, as mulheres têm uma participação muito grande. Eu duvido que haja um homem que tenha sido eleito e que não tenha tido um batalhão de mulheres por trás dele na campanha", afirmou.

A tucana também destacou o papel do PSDB-Mulher no fomento à participação feminina no político como algo fundamental para a presença marcante das mulheres dentro do partido. "Hoje, nós já somos quase 50% do partido e estamos espalhadas no Brasil inteiro, em praticamente todos os estados nós temos o PSDB-Mulher, que é um segmento muito atuante, que faz uma diferença em termos de participação, é um segmento que tem muita atividade. A gente está sempre capacitando as mulheres, e isso faz com que movimente e atraia as mulheres, é uma maneira que a gente tem de engajá-las", argumentou Solange.

Força da Juventude
A presença acentuada de jovens de ambos os sexos é outro destaque nos quadros do PSDB. Atualmente, 64.820 pessoas com idade entre 16 e 29 anos estão filiadas à legenda, sendo 39.632 homens e 24.741 mulheres. Para o secretário-geral da Juventude do PSDB, Vitor Otoni, a forte atuação dos jovens mostra que o PSDB tem buscado se reconstruir diante das novas demandas dos brasileiros.

"É um momento em que o PSDB tem trabalhado para se reconstruir em todo o país. A gente tem tido um grande apoio do partido nos trabalhos da Juventude, exemplo disso foi o Congresso Nacional que nós fizemos, o apoio às nossas candidaturas jovens, agora o apoio à eleição da UNE. Tudo isso mostra que o PSDB é um partido que pensa no futuro", disse Otoni.

"Partido que não investe em juventude está fadado à falência. O PSDB pensa na juventude e ele tende a crescer em seus quadros, não só de filiados, mas jovens que vão disputar eleição e que certamente vão ocupar cargos eletivos nas próximas eleições, como nós já crescemos agora no número de jovens eleitos a vereadores, prefeitos e vice-prefeitos. É um partido que investe, que acredita na força da juventude", completou o tucano.

Leia também:
Ao completar 29 anos, PSDB comemora recorde nas urnas

Programa Fundador do PSDB


Comentários