Eleições
Democratização interna dos partidos é o caminho para a política atrair mais jovens e mulheres, diz Raquel Lyra
09 de Dezembro de 2016
Primeira prefeita eleita em Caruaru (PE), Raquel Lyra, de 38 anos, sabe como poucas o que entrar na política sendo mulher, jovem e mãe. O primeiro filho nasceu em meio à campanha para deputada estadual, na qual ouviu mais de uma vez "conselhos" para que desistisse da disputa. Raquel não só seguiu na disputa como foi eleita, sem deixar de viver a experiência de dar à luz uma criança. "A impetuosidade, que é própria da juventude, não pode esperar, não. A gente tem que ocupar o espaço no momento certo", afirma a agora prefeita eleita pelo PSDB em uma das principais cidades de Pernambuco.

Nesta entrevista ao Portal do ITV, Raquel fala das razões para ter entrado na vida pública e as dificuldades encontradas na carreira. "A democratização dentro dos partidos precisa evoluir. Só a cota (para mulheres) não é suficiente", avalia.

Em relação à futura gestão na cidade do agreste pernambucano, segundo maior polo de confecções do país, Raquel é entusiasta do jeito tucano de administrar: a busca constante da eficiência para gastar menos com a máquina estatal e mais com serviços públicos para atender as demandas da população. "Precisamos ter um modelo de desenvolvimento para o Nordeste", afirma a futura prefeita.

Veja aqui a entrevista na íntegra


Comentários