Educação
Sob o comando tucano, Comissão de Educação da Câmara vai debater violência nas escolas e reforma da Previdência
22 de Março de 2019
Sob a presidência do deputado Pedro Cunha Lima (PB), a Comissão de Educação da Câmara aprovou na quarta-feira (20) os primeiros requerimentos em pauta. Os parlamentares aprovaram o convite ao ministro da Educação, Ricardo Vélez, que estará na Câmara no dia 27, às 10h.

O colegiado também votou pela realização de audiência pública para debater casos de violência contra professores e o aumento nos índices de violência dentro das escolas. Uma das autoras do requerimento, a deputada Mariana Carvalho (RO) afirmou que a escola deveria ser um espaço de respeito e aprendizagem. "A cada dia vemos novos casos de agressão a professores. Não podemos mais suportar isso, precisamos achar o melhor caminho para acabar com a violência nas escolas", disse.

Os integrantes da comissão aprovaram ainda o requerimento de audiência pública sobre os impactos da proposta de reforma da Previdência na educação. A deputada Rose Modesto (MS) subscreveu o pedido e afirmou que a defesa da educação vai além do campo político. A tucana é professora e conhece de perto a realidade dessa categoria. "Venho da sala de aula, sei o que o professor passa hoje, principalmente com a ausência da família na escola", alertou.

Do PSDB na Câmara

Comentários