Educação
Menos burocracia nas universidades
04 de Outubro de 2019
Universidades e institutos federais de todo o país estão debatendo a adesão ao Future-se, o programa lançado pelo Ministério da Educação para dar maior autonomia financeira e administrativa às instituições públicas de ensino superior. A intenção é desburocratizar processos que permitam, entre outras ações, o aumento de receitas com recursos vindos da iniciativa privada.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Não. As universidades públicas não serão privatizadas e não deixarão de receber verbas do Orçamento da União. A ideia é facilitar a realização de parcerias público-privadas, o compartilhamento de experiências e a obtenção de "patrocinadores" que poderão, por exemplo, financiar a compra de equipamentos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A proposta inicial do Future-se levou em consideração modelos aplicados em outros países e também experiências bem-sucedidas em instituições públicas brasileiras que desenvolveram projetos com captação de recursos por meio de intercâmbios para pesquisas em diversas áreas. Ainda assim, nesta semana, o MEC instituiu um grupo de trabalho para analisar as mais de 60 mil sugestões de aprimoramento da proposta do Future-se, vindas de consulta pública aberta em julho.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
As instituições federais não serão obrigadas a aderir ao programa. Mas, diante de um cenário de crise fiscal que tem como consequência sucessivos contingenciamentos de recursos para educação, pesquisa e tecnologia, é inegável a necessidade de ações inovadoras e criativas que sirvam de alternativa ao financiamento público. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
(Foto: Agência Brasil)

Comentários