Educação
Eduardo Barbosa se reúne com Inep para tratar da Educação ao Longo da Vida
12 de Agosto de 2019

O deputado federal Eduardo Barbosa (MG), Presidente da Subcomissão Especial de Educação Especial da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, participou de uma reunião na última semana no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para tratar da inclusão das matrículas do EJA (Educação de Jovens e Adultos) da Educação ao Longo da Vida no Censo Escolar.


De acordo com Eduardo Barbosa, o objetivo da reunião foi levar o conceito de Educação ao Longo da Vida ao órgão responsável pelo Censo Escolar para que seja possível identificar para qual educando está sendo oferecida a Educação ao Longo da Vida, visto que em Minas Gerais, por exemplo, já existem projetos experimentais. “Dessa forma, poderíamos facilitar o processo de investimento dos gestores municipais nos programas inovadores de Educação ao Longo da Vida. Por isso, gostaria do interesse nessa questão e da análise institucional do Inep de como podemos avançar nesse aspecto”, afirmou o deputado.


Eduardo Barbosa explicou que o conceito de Educação ao Longo da Vida absorve a educação não formal e informal também como proposta metodológica de desenvolvimento de habilidades das pessoas, tendo como público alvo pessoas com deficiência intelectual que, geralmente, não conseguem ter um percurso escolar. “Quando conclui a educação básica, esse público não tem outras possibilidades. Por isso essa proposta é necessária, pois hoje essas pessoas voltam para as suas casas e acontece um isolamento social já que existem poucos espaços para elas na sociedade”, ressaltou.


A Coordenadora-Geral do Censo da Educação Básica, Célia Cristina de Souza Gedeon Araújo, afirmou que é importante unificar nacionalmente o conceito da Educação ao Longo da Vida para trabalhar com essa possibilidade, pois os sistemas próprios dos Estados, Distrito Federal e Municípios é que alimentam o Censo Escolar. “É preciso fazer uma ampla articulação nacional para que esse quesito esteja presente nos bancos de dados dos estados para que esses números cheguem aqui no Inep”, afirmou.


O Diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Eduardo Moreno Sampaio, disse que a articulação que o deputado está fazendo com o Ministério da Educação (MEC) e o Conselho Nacional de Educação (CNE) facilita a inclusão da Educação ao Longo da Vida no questionário do Censo.


O deputado Eduardo Barbosa vai articular uma reunião com membros do Inep, da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação do Ministério da Educação (SEMESP) e do CNE para tratar sobre o assunto de forma mais ampla.


(*) Da assessoria do deputado

Comentários