Economia
Era PT: investimentos em empresas envolvidas na Lava Jato causam prejuízos ao FGTS
23 de Junho de 2016
O FI-FGTS, fundo de investimento que usa recursos dos trabalhadores para aplicar em infraestrutura, registrou, pela primeira vez em seus oito anos, prejuízo no resultado anual, conforme aponta reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. A rentabilidade de 2015 ficou negativa em 3%, e houve uma perda de R$ 900 milhões do patrimônio líquido.

A principal razão para o resultado negativo foi a necessidade de se cobrir prejuízos de R$ 1,8 bilhão da Sete Brasil, criada para construir e administrar os navios sondas do pré-sal. Além disso, o FI-FGTS chegou a ter mais de um terço do total do patrimônio líquido, de R$ 34 bilhões, aplicado em outras companhias envolvidas na Lava Jato, já que o fundo é obrigado a remarcar o valor das empresas das quais é sócio.

Em entrevista ao Portal do ITV, economista Mansueto Almeida, atualmente secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, critica essa modalidade de investimento dos recursos do FGTS. "Para tentar minimizar os efeitos do desajuste fiscal, o governo do PT optou por utilizar os recursos do Fundo no financiamento do setor de infraestrutura. O problema é que não há garantias de que esses financiamentos tenham o retorno esperado, podendo causar exatamente essa descapitalização", diz. "Ao contrário, o FGTS não conseguirá recuperar boa parte dos investimentos feitos, porque o valor de mercado das empresas e dos projetos foi radicalmente reduzido com a crise econômica", completa.

Segundo Mansueto, a sociedade, por meio do Congresso Nacional, precisa debater qual a melhor aplicação dos recursos do Fundo, inclusive, redistribuição dos ganhos para as contas individuais dos trabalhadores. "Hoje tanto faz o recurso do FGTS ser bem ou mal aplicado, o trabalhador recebe a mesma coisa, porque a remuneração dos depósitos é TR mais 3% ao ano. Mas se o FGTS tem um ganho extraordinário, parte daquele ganho deveria ir para as contas dos trabalhadores", afirma.

Confira!

Comentários