Combate à corrupção
Professor da FGV-SP, advogado Luciano Godoy defende legalização do lobby no combate à corrupção
07 de Abril de 2016

A Lava Jato mudou a história do combate à corrupção no Brasil. Revelou que os partidos políticos foram os maiores beneficiários do enriquecimento ilícito. O diagnóstico é do advogado Luciano Godoy, professor da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.


Ex-juiz federal e procurador do Estado de São Paulo, Godoy especializou-se em improbidade administrativa e leniência. Em entrevista à TV-ITV, quando questionado sobre as medidas mais eficazes para combater a corrupção, foi categórico: é preciso mudar as formas de financiamento de campanha e baixar o seu custo. Há que se retomar a identidade entre políticos e eleitores.


"As pessoas escolhidas precisam buscar novamente a legitimidade, ser reconhecidamente seus representantes. É preciso haver a aproximação entre representantes e representados", diz.
Outra medida complementar que defende é a legalização da atividade de lobby, como prática lícita, transparente e com regras definidas.


Para Godoy, a corrupção não vai acabar, "mas precisa ser punida para o exemplo diminuir sua incidência." Caberá às gerações futuras, segundo o entrevistado, o importante papel de restringir o "jeitinho brasileiro" à esfera da legalidade.


Assista!


 

Comentários