Combate à corrupção
Claudio Abramo: é preciso desenvolvimento econômico para haver demanda por informações sobre o poder público
23 de Junho de 2016
Transparência no poder público é a divulgação de informações a respeito do comportamento de seus integrantes e de suas finanças. Mas a demanda por essas informações depende de imprensa e organizações não-governamentais atuantes e, sobretudo, de desenvolvimento econômico. Essa é a avaliação do vice-presidente da ONG Transparência Brasil, Claudio Weber Abramo.

Em entrevista ao Portal do ITV, ele explica: "Mais de 40% dos municípios brasileiros dependem, em mais de 90% de seus orçamentos, de repasses vindos da União e dos estados. Nesses locais, não há arrecadação, porque não há produção econômica. Não existe possibilidade de se criarem grupos antagônicos ao poder municipal, porque todos dependem da prefeitura", diz. Uma rádio e um jornalzinho, evidentemente, são do prefeito. Não há contraditório natural da imprensa. Não há sociedade civil. Não há demanda por informação", conclui.

Formado em matemática pela USP e mestre em filosofia pela Unicamp, Abramo revela ainda que, se pudesse escolher uma única medida formal para ser adotada pela administração, esta seria, com certeza, o limite na liberdade que os governantes têm de nomear pessoas para cargos públicos. "Esses não são servidores públicos, são servidores partidários. Estão ali ocupando cargos em troca de apoio dos partidos ao governo", completa.

Assista!

Comentários