Ciência e Inovação
Prefeito de Ribeirão Preto busca apoio em Brasília para implantação da Fiocruz
09 de Agosto de 2019
Para apresentar o grau de andamento da implantação de uma unidade industrial da Fiocruz no campus da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto, o prefeito Duarte Nogueira esteve em Brasília esta semana em reunião com o secretário Executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Júlio Semeghini.

"Nossa vinda aqui hoje é para buscar o apoio do Ministério em equipamentos. É um projeto de inovação, teremos a primeira planta industrial brasileira a produzir um equipo dessa natureza", declarou Nogueira.

De acordo com o chefe do Executivo, o plano diretor que orienta o trabalho de investimento em pesquisa envolve uma parceria da Fiocruz e da Universidade de São Paulo, que irá receber as instalações preliminares do projeto piloto para implantação de um laboratório e de oferta de diagnóstico "point of care".

"As doenças que vierem a se manifestar em estados febris, na forma mais conhecida como dengue, chikungunya, Zika vírus e febre amarela, ou em eventuais casos notificados, poderão passar por exames através desse equipo, que receberá um chip de tecnologia alemã, da empresa parceira da Fiocruz em Ribeirão Preto", explicou.

Com esta tecnologia, o profissional da saúde poderá ter em mãos, em cerca de 60 minutos, o diagnóstico, se confirmada a origem do agente patogênico: dengue, chikungunya, Zika vírus ou febre amarela. "Isso dará um grau de terapia, de redução do sofrimento e de preservação de vidas muito maior, pela velocidade terapêutica que o médico poderá atuar sem perda de tempo, identificando rapidamente se o caso é um falso positivo ou se é positivo, e qual é a enfermidade a ser tratada", completou o chefe do Executivo.

(*) Do Portal da Prefeitura de Ribeirão Preto

Comentários