Ciência e Inovação
Instituições científicas dão respostas aos desafios da pandemia
13 de Abril de 2020
Universidades e instituições científicas do país seguem dando respostas aos desafios impostos pela pandemia do coronavírus, destaca editorial do jornal O Estado de S. Paulo. Os esforços se concentram não apenas nas pesquisas voltadas para o combate à doença, mas também na mobilização de profissionais qualificados.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A USP já testou materiais para confecção de um milhão de máscaras e criou um protótipo para automatizar a entrega de alimentos e remédios a pessoas contaminadas. Agora estuda alternativas para obter reagentes de testes, a fim de suprir a defasagem criada pela alta demanda de Estados Unidos e Europa. Testes mais baratos e que podem ter uso em grande escala também estão sendo desenvolvidos pela UFRJ. E na Unicamp, 400 voluntários vindos das mais diversas áreas se juntaram ao laboratório de Biologia para ajudar nos exames da Covid-19 na região de Campinas, que tem 4 milhões de habitantes
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Instituições também estão liderando ações de apoio humanitário. É o caso da Fundação Oswaldo Cruz e da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp). A primeira trabalha com as comunidades de Manguinhos, e a segunda incluiu, entre os projetos que financia com o propósito de combater a Covid-19, estudo sobre a transmissão do novo coronavírus em cidades amazônicas onde a malária é endêmica.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Cientistas estão trabalhando para buscar o tratamento da doença e a redução dos efeitos da epidemia. Vem da ciência também a orientação para o isolamento social como forma mais eficiente de controlar a disseminação do vírus e evitar que milhões adoeçam ao mesmo tempo. Cabe a todos respeitar os pesquisadores pelas tentativas de minorar o sofrimento da população e, acima de tudo, seguir o que seus estudos conseguiram comprovar. Fique em casa.

Comentários