Infraestrutura
Brasil não teve planos de desenvolvimento nas últimas décadas, afirma Reis Velloso
20 de Julho de 2016

Quando a equipe econômica de um governo não é capaz de produzir uma estratégia de desenvolvimento, a política acaba por invadir essa área, comandando o esforço do país para se tornar desenvolvido. A avaliação é do ex-ministro do Planejamento João Paulo dos Reis Velloso, um dos responsáveis no início dos anos 70 pelo chamado "milagre brasileiro". Para ele, o Brasil não conseguiu ter novos planos de desenvolvimento nas últimas décadas.


Não foi à toa que o Fórum Nacional, que reúne os principais economistas, sociólogos e cientistas políticos do país e que há 28 anos é coordenado pelo ex-ministro, trouxe neste ano a proposta de um plano de desenvolvimento para o Brasil calcado em seis forças propulsoras: ajuste fiscal, crescimento da indústria, infraestrutura, inovação, integração e reforma política.


“Começaria pela inovação. Gostamos muito da linha que diz que atualmente, nas economias modernas, a competição não é definida em termos de preço, e sim em termos de inovação”, disse, em entrevista ao Portal do ITV. O problema para o Brasil, aponta, é que nas universidades os pesquisadores tendem a não se comunicar com institutos de pesquisa e com as empresas. “Esse casamento é essencial.”

Assista!

 

Comentários