Vozes de Aleppo
Aécio Neves
Aécio Neves
26 de Dezembro de 2016
Recentemente correu pelas redes sociais e foi divulgada em todo o mundo a informação de que, que em Aleppo, cidade devastada pela guerra na Síria, pais e mães pediam autorização a líderes religiosos para matarem suas filhas, como forma de pouparem suas crianças de brutalidades extremas.

É difícil imaginar desespero maior.

Há dias, um grupo de meninos e meninas órfãos gravou uma mensagem pedindo que as organizações internacionais os tirem de lá. Eles já perderam seus familiares nos bombardeiros diários e, impotentes, pedem socorro ao mundo.

As crianças são as maiores vítimas das guerras. Uma em cada oito crianças no mundo está nascendo em zona de conflito, em condições precárias de desenvolvimento. São gerações destinadas a uma vida sem saúde, sem educação, sem alegria. Até quando?

Leia a ÍNTEGRA do artigo, publicado pelo jornal Folha de S. Paulo 

Comentários