"Real, 22 anos", por Aécio Neves
04 de Julho de 2016

Não é a primeira vez que me refiro, neste espaço, ao advento do Real, que está completando 22 anos.


Faço isso como reconhecimento a um esforço que reuniu coragem, responsabilidade e compromisso com o país e acabou por se transformar em um ponto fora da curva na história da administração pública brasileira, refém, tantas vezes, da passividade e de interesses que não os coletivos.


Desse ponto de vista, a estabilidade monetária foi uma das maiores conquistas da sociedade brasileira nos anos recentes, após inúmeras tentativas de derrotar a doença crônica da inflação, que roubava os salários dos trabalhadores muito antes de cada mês terminar.

Leia a ÍNTEGRA do artigo, publicado no jornal "Folha de S.Paulo", em 04/07/2016 

Comentários