Os gorros da resistência
Solange Jurema
Solange Jurema
23 de Janeiro de 2017
Mais de dois milhões e meio de mulheres, homens jovens e crianças ocuparam as ruas de Washington, DC, e de seis centenas de cidades europeias, africanas e asiáticas usando um gorro cor de rosa, símbolo maior da resistência feminina a administração Donald Trump na presidência dos Estados Unidos.

A "Marcha das Mulheres" superou todas as expectativas e se transformou numa importantíssima e rápida reação ao governo Trump, já em seu primeiro dia.

Os gorros coloridos servem de alerta ao presidente norte-americano e a sua política machista, racista e antidemocrática.

A política da intolerância de Donald Trump não pode prevalecer. Deve haver uma verdadeira crítica e resistência às suas ideias e nefastas propostas, que incomodam nações e ferem qualquer visão humanista e humanitária.

Leia a ÍNTEGRA do artigo, publicado no site do PSDB 

Comentários