Mais atenção aos jovens negros brasileiros, por Luislinda Valois
Luislinda Valois
Luislinda Valois
24 de Agosto de 2016
Costumamos dizer que os jovens são o futuro do País. Mas se queremos realmente chegar lá, precisamos aqui e agora investir neles, pois é no presente que temos a oportunidade de fazer florescer todo o seu potencial de transformação, todo a sua criatividade e dinamismo, rumo a uma concepção de mundo mais igualitária.

Neste momento em que acabamos de realizar as Olimpíadas no Brasil, temos a grata satisfação de constatar que - por meio do esporte - muitos negros conseguiram romper a barreira da invisibilidade, da falta de perspectiva e do preconceito. Mas os Pelés, os Joões do Pulo, as Daianes dos Santos e as Rafaelas Silva - só para citar alguns brasileiros - ainda são poucos.

Temos capacidade para muito mais. Não podemos nos contentar com o êxito de alguns poucos negros, que infelizmente ainda representam uma exceção, uma "cota" em nosso país. Não podemos nos resignar à naturalização da desigualdade.

Leia a ÍNTEGRA do artigo de Luislinda Valis, desembargadora e secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça e Cidadania, publicado pelo blog de Fausto Macedo, no site do jornal O Estado de S. Paulo

Comentários