"Meia década perdida: 2014 - 2018", por Mansueto Almeida
29 de Junho de 2015
No início de dezembro, as projeções da pesquisa FOCUS apontavam para um crescimento do PIB real ao longo do segundo governo Dilma de 1,9% ao ano. Não é um crescimento brilhante, mas sinalizava que o PIB per capita no Brasil continuaria crescendo: 1% ao ano, o que exigiria 70 anos para duplicar o PIB per capita.
Mas hoje as expectativas do mercado são ainda piores. O mercado desde dezembro revisou para baixo a expectativa de crescimento médio do segundo governo Dilma de 2015 a 2018, que agora passou para 0,9% ao ano, taxa semelhante ao crescimento da população o que significa estagnação do PIB per capita.
Crescimento Médio do PIB – 2015-2018 (segundo governo Dilma) – Projeção FOCUS – dez/2014-jun/2015 – % ao ano
Crescimento PIB
Se essa expectativa se confirmar, como em 2014 o crescimento do PIB foi de apenas 0,1%, o PIB per capita caiu e não conseguirá se recuperar até o final de 2018, quando PIB per capita ainda seria menor que em 2013. Ou seja, se as expectativas do mercado da pesquisa FOCUS se confirmarem, teremos meia década perdida se o critério utilizado for crescimento do PIB per capita.
Há uma notícia ruim. Muitos economistas de mercado apontam que a mediana das expectativas da pesquisa FOCUS estão superestimadas e, assim, o resultado poderia ainda ser pior: crescimento médio do PIB entre 0,4% ao ano e 0,6% ao ano de 2015 a 2018.
Expectativas de crescimento do PIB ( pesquisa FOCUS – 19 de junho de 2015):
2015: -1,45%
2016:  0,70%
2017:  2,00%
2018:  2,25%
Crescimento médio do PIB (segundo governo Dilma) = 0,9% ao ano.

Comentários