“Oposição a favor do Brasil”, por Domingos Sávio
14 de Agosto de 2015
Milhões de brasileiros estão insatisfeitos. A mais recente pesquisa publicada pelo Datafolha revelou que 71% da população classifica hoje o governo da presidente Dilma Rousseff como ruim ou péssimo, representando o maior índice de reprovação da história da República. Uma situação que, aliás, dispensa levantamentos estatísticos, pois está no dia a dia das pessoas, nas conversas entre amigos, no sentimento geral da nação.

As causas para essa notável crise de popularidade estão ligadas a vários fatores. O mais relevante deles é o colapso claramente perceptível na economia brasileira, sentido diariamente no poder de compra das pessoas, nas crescentes demissões, no aumento no preço dos alimentos, dos combustíveis, da conta de luz e de água e outras mudanças que vêm impactando a vida dos cidadãos.

A insatisfação cresce porque a crise econômica não é um acaso. Ela está vinculada diretamente a um projeto de poder que foi sobreposto ao interesse da nação. Está claro para todos os cidadãos que a política feita com incompetência e, acima de tudo, com corrupção está no cerne de tudo o que tem nos afligido. A cada nova fase da Operação Lava-Jato, que já tem lugar garantido nas páginas dos livros de história, somos conduzidos a um novo grau de revolta contra as mentiras produzidas e, acima de tudo contra os muitos mentirosos.

Esse quadro conduz as pessoas a sair gradativamente da zona de conforto e aflora o espírito de cidadania de cada um. Os brasileiros saem às ruas, exercendo essa experiência – nova para muitos – do anseio por defender o país. Gritam palavras de ordem contra a corrupção e os corruptos. Liberam um brado retumbante de liberdade contra um sistema político que foi corroído pelas próprias e irresponsáveis ações.

As pessoas querem participar. Mais que nunca, percebemos que a oposição ao governo federal não está apenas no Congresso. Está, principalmente, nesses cidadãos comuns que se sentem ofendidos pela notável gama de mentiras e enganos impetrados a todos eles nos últimos anos.

Contudo, é importante perceber que o processo político não pode ser edificado apenas com as críticas, ainda que tão justas e apropriadas. A maior contribuição que todos os insatisfeitos podem dar ao Brasil é participar ativamente do processo e ajudar a transformar a política brasileira. Não será negando a política que poderemos mudar o país, mas sim participando ativamente dela para torná-la mais bem configurada às necessidades da nossa sociedade e aos nossos anseios de desenvolvimento e responsabilidade na condução do poder público.

Somando forças com aqueles que lutam para combater o desgoverno e construir um país melhor, poderemos efetivamente encontrar as soluções para todos os problemas que nos afligem. Em caso contrário, as pessoas continuarão deixando seu destino nas mãos de outros que nem sempre estarão comprometidos com os princípios da ética na vida pública.

Assumi há poucos meses a presidência do Partido da Social-Democracia (PSDB) em Minas Gerais com essa consciência. Precisamos melhorar a política. E o caminho para esse trabalho necessariamente passa por receber em nossas fileiras novos quadros que se identifiquem com nosso programa e, mais ainda, contribuam com o seu aprimoramento.

A responsabilidade que se impõe sobre o PSDB como maior partido de oposição no atual momento da cena política mineira e nacional é enorme. O partido precisa desses brasileiros insatisfeitos com a condução do governo, para que o trabalho da oposição seja completado e fortalecido, visando resgatar a ética e a eficiência na política.

Amanhã, 14 de agosto, o PSDB lançará em todo o território nacional uma ampla campanha dedicada à filiação partidária. Às 12 horas, o site do PSDB nacional fará ao vivo uma grande transmissão simultânea de atos de filiação em todo o país, com manifestações do nosso presidente Aécio Neves e de governadores do PSDB lançando essa campanha. Em Minas Gerais, estaremos preparados para receber as pessoas que anseiam por participar desse processo de transformação por meio da representação do partido em cada município e de nosso site na internet, www.psdb-mg.org.br.

Observando o quadro geral da nação, está claro que a grande missão que se impõe ao PSDB passa a ser a de dar voz a esses milhões de protagonistas de uma nova política, transformando sua esperança e sonhos em realidade por meio de um trabalho sério em defesa do Brasil. Compreendemos essa missão e estamos preparados para cumpri-la. As portas estão abertas a todos aqueles que desejam participar dessa oposição a serviço de Minas e do Brasil.

(*) Deputado federal, presidente do PSDB-MG

Artigo publicado no jornal "Estado de Minas", em 13/08/2015

Comentários