“Não estamos aqui para aceitar!”, por João Guilherme Gatti
16 de Abril de 2015

Gatti


No último domingo (12/04) milhões de brasileiros foram às ruas novamente com cartazes, placas e diversas causas que acham necessárias serem defendidas no atual momento do nosso país.


Não é a toa que tantas pessoas trocaram a tranquilidade de suas casas num dia de domingo para protestarem contra as coisas erradas que acontecem no Brasil, principalmente, aquelas patrocinadas pelo governo federal, pela presi​dente da República e pelo Partido dos Trabalhadores (PT).


Na contramão às manifestações, o PT convocou sua militância no mesmo dia e horário para que aderissem a uma nova campanha iniciada nas redes sociais, com a seguinte chamada: #AceitaDilmaVez.


Nas redes sociais é comum que publicitários e marqueteiros definam uma tag para ser usada em determinada campanha. Até aí não vejo problema algum. Entretanto, fazendo uma análise da chamada patrocinada pelo PT no último domingo, faço as seguintes perguntas: o partido sugere que os brasileiros que “aceitem Dilma de uma vez”? Ou se fizermos outra leitura da tag usada, o PT quer que os brasileiros “aceitem de uma vez” as determinações do governo e do partido?


Não é a primeira vez que o PT utiliza de “joguetes”, de palavras com o nome da presidente, para forçar uma campanha nas redes sociais. Ou mesmo já vimos acontecer a promoção do ódio entre brasileiros de determinadas regiões ou o uso da palavra “indignados” pejorativamente aos 51% de pessoas que não votaram em Dilma no ano passado.


Bem, mas se atentando a campanha do último domingo, gostaria de saber do PT qual é o real motivo para o uso da tag, corrigida para a língua portuguesa, “Aceitem Dilma de uma vez” ou “Aceitem de uma vez”.


O partido do governo estaria sugerindo aos brasileiros de bem que ACEITEM DE UMA VEZ a crise na Petrobras e os crimes de corrupção na estatal? Estaria os dirigentes do PT sugerindo que ACEITEM DE UMA VEZ que o partido sofre perseguição da justiça que coloca novamente seus integrantes no banco dos réus por meio da operação “Lava Jato”?


O PT está sugerindo que nós brasileiros, ACEITEM DE UMA VEZ, todas as reiteradas e erradas ações do governo Dilma na política econômica do país, ou o envio do nosso dinheiro para projetos em países ditatoriais como Venezuela e Cuba?


Estaria o partido da presidente sugerindo que todos ACEITEM DILMA DE UMA VEZ e cessem as manifestações nas ruas contra as mentiras faladas na campanha eleitoral do ano passado, ou paremos de combater o mal e imoral uso da República por um grupo de pessoas intituladas de Ministros em favor dos seus companheiros e amigos?


Se o seu intuito for esse, aceitar tudo isso, mostra que o partido e o governo não estão alinhados com as demandas da grande maioria da população brasileira. Aceitar a tudo isso e tantos outros desmandos de Lula e seus companheiros denota em colocar uma venda escura e autoritária nos olhos do povo. É como dar uma procuração com todos os poderes para que o PT e governo Dilma faça o que bem entenderem com a República. Aceitar é, também, dar um cheque em branco para uma organização criminosa que lesa o bem público e tira dos brasileiros a esperança de um país melhor.


Não estamos aqui para aceitar!


(*) diretor de comunicação da Juventude Nacional do PSDB

Comentários