30 de SET. de 2016
A festa da democracia
30 de Setembro de 2016
No domingo, os brasileiros têm um novo encontro com a democracia. Vamos às urnas escolher prefeitos e vereadores e renovar o compromisso com a cidadania. A cada eleição, o país se fortalece. Desta vez, a busca é pela reconstrução de caminhos que levem o Brasil a superar sua mais grave crise e para legar ao passado, de uma vez por todas, a má experiência petista.


A realização simultânea de eleições em 5.568 municípios é uma demonstração incomparável da força da nossa democracia. Pouco mais de um mês depois de ter encerrado um processo de impeachment presidencial, o país vai às urnas para decidir quem governará suas cidades, com amplíssimo leque de opções partidárias ou ideológicas. Há prova mais inconteste de normalidade e legalidade?

As eleições deste ano confirmam o primado da ficha limpa como o critério mais relevante na orientação dos eleitores na hora de escolher seus governantes. Trata-se de efeito direto da depuração pela qual o país vem passando depois de amargar o maior escândalo de corrupção da sua história. Chega de malfeitos, chega de roubalheira, diz o eleitor.

Também no topo da agenda dos brasileiros está o anseio por ver superada a crise econômica que produziu a maior recessão da nossa história. Gerar empregos tornou-se o principal compromisso que os eleitores cobram de qualquer candidato a prefeito e a vereador. O brasileiro quer ter trabalho para voltar a ter tranquilidade e prosperidade.

Neste sentido, os resultados divulgados nesta manhã pelo IBGE não trazem qualquer alento. A taxa de desemprego no país voltou a subir e atingiu 11,8% da população, batendo mais um recorde. Um ano atrás, o indicador estava em 8,7%. Isso significa aumento de mais 3,2 milhões de pessoas desocupadas no país em apenas um ano, alta de 37% no período.

No âmbito das políticas públicas, as eleições municipais também serviram para ressaltar a fragilidade do sistema público de saúde brasileiro e a premente necessidade de torná-lo mais eficiente para que atenda melhor a população. Trata-se, hoje, em qualquer pesquisa que tenha sido publicada, em qualquer local do país, a principal preocupação da população.

As pesquisas conhecidas até o momento indicam, com clareza, que o eleitor brasileiro quer aprofundar a mudança iniciada com o impeachment de Dilma Rousseff. Candidatos do PSDB chegam com fortes chances de vitória - ou seja, despontam na primeira ou na segunda colocação dos levantamentos - em pelo menos nove capitais.

No domingo, vamos dar mais um passo no rumo da reconstrução do país que queremos. Com o voto, reitera-se o mais sagrado direito do cidadão: o de escolher seus próprios destinos. Caberá aos eleitos honrar a confiança que os eleitores nele depositarem. A democracia se fortalece e se constrói todos os dias. Tudo para fazer um país melhor.

Comentários