22 de FEV. de 2016
Não ao aumento de impostos
22 de Fevereiro de 2016

BRASIL REAL – CARTAS DE CONJUNTURA ITV – Nº 132, FEVEREIRO/2016


Síntese: O aumento de impostos tornou-se a única arma do governo para enfrentar o quadro deprimente em que o país está mergulhado. No meio da maior recessão da história, a prioridade número 1 da presidente Dilma é recriar a CPMF. Enquanto esteve em vigor, o tributo pouco contribuiu para melhorar a saúde pública. Agora, tampouco colaborará para estancar o déficit da Previdência, pretexto para sua ressurreição. O ‘imposto do cheque’ penaliza os mais pobres e retira competitividade do produto brasileiro. Recriado, agravará ainda mais a crise, prejudicará a geração de empregos e o combate à inflação. Mas a CPMF não é a única investida da sanha tributária petista: a derrama começou logo após a reeleição de Dilma e já rendeu R$ 60 bilhões ao governo.


LEIA AQUI A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO

Comentários